Posted tagged ‘Santos’

Copa SP vale alguma coisa, interrogação

01/25/2012

Não entendo a razão de tanto comemorarem essa tal de Copa São Paulo de Futebol Junior. É só porque passa na televisão, interrogação. Esse torneio não é sério. Para ser campeão se enfrenta times como Olé Brasil, Aquidauanense, Atlético Roraima, Colo Colo de Feira, Oratório, Taboão da Serra, Primeira Camisa… Meu Deus, exclamação.

Todo ano é a mesma ladainha. Os comentaristas de melhores momentos aparecem para dizer que a conquista da Copa São Paulo de Futebol Junior significa necessariamente que as categorias de base do clube vencedor são excelentes e estão rendendo bons frutos, raciocínio que a meu ver é estúpido.

Para que serve a categoria de base para um time grande, interrogação. Revelar jogador para o time principal. Nada mais. Pois bem. Esta é a quarta vez que o Corintia ganhou o torneio nos últimos dez anos. E quem o Corintia revelou para o time principal nesse período, interrogação. O Lulinha e o Dentinho. Não preciso dizer mais nada.

Outro exemplo. O Santos não ganha essa merda desde a década de 80, porém nos últimos anos revelou jogadores como Robinho, Diego, Neymar, Ganso etc. Não sou fã desses jogadores, mas reconheço que eles proporcionaram e proporcionarão muito dinheiro para o clube. Sinal de que as categorias de base lá funcionam para alguma coisa.

E mesmo se for para considerar título de categoria de base para avaliar alguma coisa, a Copa São Paulo de Futebol Junior não serve como parâmetro. Como observei linhas atrás, o campeão da tal de copinha disputa com time de bairro. Para o Corintia, o campeonato paulista seria mais importante. Esse mesmo time que jogou hoje ganhou, interrogação. Não. E a nível nacional, o campeonato brasileiro sub-20 é muito mais disputado. O Corintia sequer se classificou para a segunda fase do torneio.

Vinicius (ex)Avallone, o que não pode é pegar dinheiro público para construir CT para jovens e não ganhar do Sergipe

Anúncios

5 x 4 é futebol, interrogação

07/28/2011

Como já era previsto, ninguém da grande mídia comentou que, mais do que emocionante, o jogo entre Santos e Flamengo foi ridículo do ponto de vista técnico.

Santos 4 x 5 Flamengo. “Isso é futebol”, disse o bobo alegre que apresenta o globo esporte de São Paulo. Só se for futebol de salão ou de vídeo game, que é o que ele e a maioria das pessoas que o assistem estão acostumados a acompanhar. 5 x 4 não é futebol, assim como não é futebol aquilo que o Palmeiras exerce dentro de campo.

Quem dera todo jogo fosse assim, pensaram os discípulos do globo esporte. Se todo jogo terminasse 5 x 4, 7 x 3, 9 x 6, o futebol não seria o esporte que é. Seria um handebol jogado com os pés. O gol não pode ser banalizado e comparado com uma cesta de basquete, que na grande maioria das vezes é comemorada da mesma forma que um torcedor de futebol comemora um escanteio.

Não que o futebol não pode ter vários gols em uma só partida e, de vez em nunca, um resultado como o de ontem. No primeiro caso, porém, o normal é que um time faça a grande maioria dos gols. Só em solteiro contra amigado é que o contrário é que é normal. E no segundo caso, que aconteça com a mesma periodicidade com que o Rivaldo joga bem pelo Palmeiras.

Por fim, reitero o que escrevi antes. A verdade deve aparecer. O resultado de ontem foi ridículo e humilhante para o time do Muricy Ramalho, talvez tão humilhante quanto a goleada recentemente sofrida pelo coitado do Palmeiras.

Agora vou voltar a trabalhar e guardar minhas forças para depois escrever sobre o tal de Elano, pois é inaceitável o que esse cidadão está fazendo e falando. Culpa de quem deu a 10 da seleção brasileira para esse infeliz.

Vinicius (ex)Avallone

Quase lá

05/19/2011

Mais uma vez o Santos se classifica nos trancos e barrancos contra um time desinteressado e vai ficando mais perto da conquista do primeiro título da Copa Libertadores disputado com mais de quatro jogos.

Primeiro foi o América do México, que jogou as oitavas com um time misto pois estava dando prioridade para o torneio nacional. Foi como se o Atlético/PR jogasse a Copa Libertadores sem seus principais jogadores (e olha que esses times não têm principais jogadores) para dar prioridade para um jogo contra o Matsubara pela primeira fase do campeonato paranaense. E mesmo assim o Santos penou.

Agora foi o Once Caldas, uma espécie de Sport Recife da Colômbia, cujos jogadores quase não jogaram sob a ameaça de entrarem em greve. Só vieram para o Brasil sob a perspectiva de se mostrarem para algum time brasileiro e arranjarem um contrato melhor.

E na próxima fase a coisa não deve ser diferente. O Santos aguarda o vencedor de Cerro Porteño e Jaguares do México. O Cerro é um time tradicional do pouco tradicional Paraguai que nunca ganhou nada. É o típico time que só assustava na época que os jogos não eram transmitidos. E o Jaguares é mexicano. Não precisa falar muito. Pode ter certeza que jogarão a semi-final com um time misto, como de costume.

Ou seja, o Santos tem tudo para chegar na final da Copa Libertadores e ser campeão sem pegar nenhum time de expressão. Nunca vi um campeonato mais fácil do que esse. Arrisco dizer que a Copa Libertadores deste ano é até mais fácil do que as outras duas conquistadas nos tempos do Pelé, quando para ser campeão o time disputava duas partidas.

Contudo, o Santos não tem nada com isso e, ainda que na bacia das almas, está cumprindo o seu dever, no melhor estilo Muricy Ramalho (um empate aqui, uma vitória simples ali, e por aí vai).

Vinicius (ex)Avallone, Jornalista Futebol Clube e Cerro nas horas vagas

Duelo de pequenos

04/30/2011

Jogando como time pequeno, ao melhor estilo Muricy Ramalho, o Santos venceu o São Paulo, que não deixou por menos e também jogou como time pequeno. O SanSão estava mais para Dalila.

Não vou negar que muitas vezes a tática do Muricy dá certo. Os títulos brasileiros conquistados por ele são exemplo disso. Só não gostaria de ouvir alguém dizer que Muricy foi contratado por causa do DNA ofensivo da equipe do litoral.

Muricy Ramalho entrou com o 4-4-2 e com o time titular. Achei estranho. Embora não saiba da minha existência, calou a minha boca. Lógico que ele não aguentou e no intervalo, quando ainda estava 0 x 0, sacou um atacante e colocou um zagueiro. Típico dele. Ninguém vai dizer que ele errou, até porque ele acabou ganhando a partida. Já não criticam quando ele perde, o que dirá quando ele ganha. Só que o Mourinho foi tão covarde quanto ele, perdeu, e todos criticaram. A diferença é que o Mourinho não tem a sorte do Muricy.

O Carpegiani conseguiu ser pior. Para variar inventou na escalação. Colocou só o Dagoberto na frente. Assim, deixou de explorar o ponto fraco santista: a defesa. Depois, para tentar empatar, Carpegiani começou a fazer valer o disposto no artigo 3º do Estatuto do Idoso, que diz que é obrigação da sociedade assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito ao esporte. Colocou Rivaldo e Fernandão. Juntando-se a Rogérino Ceni, são mais de 100 anos de futebol. Só no finzinho, quando já estava 2 x 0 para o Santos, Carpegiani colocou um centroavante. Mas a substituição não teve muito efeito. Além do pouco tempo, o atacante era Willian José. Vida longa para Carpegiani no Morumbi, exclamação.

Enfim, não se deixe enganar pelas notícias da imprensa. O Neymar mais uma vez passou batido em um jogo decisico, eo Muricy jogou como um medroso, errou na mexida do time, e ganhou por sorte.

Vinicius (ex)Avallone, choram meu amigo Ratinho e meu Tio Zeca; alegria para o meu primo Thiago, que dizem estar simulando que está com dengue para não trabalhar

Muricy Ramalho, capitulo 6, versículo 25

04/29/2011

Muricy Ramalho.

Eu prometi a mim mesmo que iria parar de falar um pouco sobre esse sujeito, mas não estou aguentando ficar calado.

O Santos ganhou do time misto do América do México na bacia das almas e não ouvi ninguém esboçar uma crítica. Tudo bem que não foi um resultado desastroso, mas se fosse o Adilson Batista que conseguisse essa proeza dessa a imprensa iria cair matando.

O ex-time de Muricy Ramalho, o Fluminense, hoje treinado pelo desconhecido Enderson Moreira – que não deve ganhar nem 10% do que ganhava seu antecessor – conseguiu o que parecia improvável e se classificou para as oitavas da Copa Libertadores. E ontem, no bom e velho 4-4-2, bateu o Libertad por 3 x 1 em casa. Também não ouvi ninguém observar que Enderson está conseguindo fazer o que Muricy não teve capacidade. É mais fácil ouvir dizer que o Enderson está colhendo os frutos deixados por Muricy. Não duvido.

Ou seja, o desconhecido Enderson Moreira mostrou o que todos deveriam saber: que essa historinha inventada pelo Muricy Ramalho (de falta de estrutura, ratos no vestiário etc.) para justificar os resultados medíocres do Fluminense neste ano é pura desculpa de quem não tem humildade de reconhecer o próprio erro. Não é a toa que ele foi criado no mesmo lugar do Rogério Ceni.

A última do Muricy é que ele deve poupar jogadores para o jogo contra o São Paulo, seu time de coração, pelas semi-finais do campeonato paulista. Está colocando a culpa no calendário. Ou seja, Muricy já está plantando a desculpa por uma provável eliminação.

Vinicius (ex)Avallone, o curioso é que contra a Ponte Preta a coisa foi diferente

“Graças a Deus consegui a vitória” (Ganso, 16-04-11)

04/16/2011

Está nascendo um novo mito. Um mito ao estilo Rogério Ceni.

– Muitas coisas são faladas para prejudicar o Santos em momentos decisivos. Estou acostumado. Assumi a responsabilidade e, com os companheiros, ajudei o time a vencer.

– Como eu já disse, independentemente de renovar ou não, tenho contrato com o Santos. Graças a Deus consegui a bela vitória e, agora, vamos decidir em casa.

Para quem não teve a oportunidade de assistir os melhores momentos da partida na TV Tribuna, lembro que o Santos ganhou graças aos gols de Danilo (muito prazer) e Maikon Leite. Ganso não marcou, não deu assistência, não defendeu pênalti, não pagou o bicho e não salvou nenhum gol em cima da linha.

Não vou ser injusto de deixar de dizer que o Ganso deu dois chapéus no jogo, só que, por óbivio, isso não interferiu em nada no resultado. Só serviu para o DVD que o empresário do jogador deve estar preparando para distribuir na Europa no meio do ano para o Ganso ganhar um pouco de notoriedade fora das fronteiras do Brasil. Até porque, como lembraram os chilenos, quem é Ganso, interrogação.

Vinicius (ex)Avallone, porque será que na Vila só nasce gente assim

Viva Muricy

04/14/2011

O Santos ganhou uma sobrevida na Copa Libertadores e está perto de conseguir o mínimo que qualquer time brasileiro, mesmos os médios, deve alcançar no torneio.

Infelizmente vou ter que ouvir que foi graças ao trabalho de Muricy Ramalho. Que ele fez milagre. Que ele mudou a cara do time. Que ele isso e que ele aquilo. Enfim, aquela ladainha de sempre. Só de pensar já me dá ânsia.

Dar os créditos ao Muricy é injusto, pois se ele tivesse perdido hoje todos iriam dizer que ele não teve nenhuma culpa, que foi seu primeiro jogo no torneio, que não deu tempo de implantar a sua filosofia etc.

Vinicius (ex)Avallone, agora vou ver o Polícia 24Horas que eu ganho mais


%d blogueiros gostam disto: