Posted tagged ‘Morumbi’

No pique, os clubes brasileiros

06/18/2010

Nada melhor do que a Copa do Mundo para ofuscar tudo o que acontece no futebol brasileiro.

O Flamengo voltou aos velhos tempos. Ninguém está indo treinar. Alguns sequer justificam a ausência. Outros estão pedindo para sair. Depois da presidente, já estão desrespeitando o Zico.  Sinto cheiro de crise no ninho do Urubu. Meu Deus, exclamação. Reforços, interrogação. Estão falando em Eder Luis e Renato. Mas Eder Luis e Renato são reforços, interrogação. É amigo, o futebol carioca está voltando aos velhos tempos.

O São Paulo só está levando bola nas costas nos bastidores. Primeiro a exclusão do Morumbi da Copa do Mundo. Agora é o anúncio da contratação da promessa Oscar pelo Internacional. Pois é, o feitiço virou contra o feiticeiro. Se o São Paulo tiver um mínimo de dignidade, não vai reclamar da postura do Internacional.

Para tentar apagar as notícias ruins o São Paulo contratou o zagueiro Samuel. Quem dera fosse o argentino. Mas não é. Samuel veio do glorioso Joinville, time da série X do campeonato brasileiro.  O pior é que o São Paulo o apresentou formalmente para a imprensa. Ora, Samuel não se apresenta. Samuel se coloca para treinar e ponto. E se alguém perguntar quem é, tem que dizer que é um jovem talento da base e desconversar.

É o mesmo caso do Palmeiras, embora o jogador anunciado pelo clube pelo menos veio de um time da série A. O nome dele é Tadeu, atacante que veio do Grêmio Barueri. Tadeu, muito prazer. Um palmeirense me disse que se ele for um pouquinho melhor do que o Robert já está bom. E olha que não precisa de muito. Basta conseguir acertar 1 de cada 2 pênaltis.

No Corinthians quem está aproveitando a parada para a Copa do Mundo e o período de esquecimento da imprensa é o Ronaldo. Só começou a treinar agora, depois de mais de duas semanas parado. Alguém duvida que o Ronaldo vai estar mais gordo do que antes quando o campeonato brasileiro reiniciar, interrogação. Porém, do Parque São Jorge vêm notícias boas para a torcida e para o departamento financeiro do clube. Balbuena, Escudero e Marcelo Mattos estão fora do time. Se conseguir empurrar os jogadores para alguém, o clube terá uma redução na folha salarial que calculo de mais ou menos R$ 700 mil.

No Santos, Marcelo Teixeira começa a fazer a limpa para recuperar todo o dinheiro que colocou no clube. Dinheiro que, aliás, ele mesmo queimou com os salários astronômicos pagos a Vanderlei Luxemburgo, Fabão, Roberto Brum, Kleber Pereira, Molina, Emerson etc. Teixeira penhorou o CT Meninos da Vila. Nos próximos meses Neymar, Ganso e companhia vão treinar nas areias da ponta da praia. Só peço que antes passem uma camada tripla de Vodol.

Finalmente, a Portuguesa. O clube contratou Dodo. Agora vai, exclamação.

Vinicius (ex)Avallone, de olho em tudo

Anúncios

O Piritubão é nosso, interrogação

06/17/2010

Ontem foi confirmada a exclusão do Morumbi da Copa do Mundo, uma ação que mistura motivações políticas e financeiras, além de ser uma resposta da CBF para a arrogância da diretoria do São Paulo Futebol Clube – que aposto que jamais imaginou que isso seria possível acontecer.

Muitos comemoraram a notícia, mais até do que a eventual desclassificação do SPFC na Copa Libertadores.  Jornalistas, dirigentes, políticos e torcedores, todos gargalharam com o fracasso da candidatura do Morumbi. No programa de ontem na Rede Bandeirantes, o infeliz do Neto, fantoche da diretoria corintiana na imprensa televisiva, chegou a dizer “chupa” para Juvenal, Marco Aurélio Cunha e companhia limitada. Lamentável o desserviço prestado por esse sujeito na televisão. O Vampeta chega a ser um diplomata perto dele.

Mal saiu a notícia e já começaram as especulações sobre a possível sede.

O mais provável é que seja construído, com dinheiro público, um novo estádio em São Paulo, para depois ser “arrendado” (eufemismo para “doado”) para o Corinthians, clube que seria contemplado com o programa “minha casa minha vida” do Governo Federal, a la Engenhão e Botafogo, ou mesmo Morumbi e SPFC. Sobrou para nós a conta da Copa do Mundo. E isso porque disseram que a escolha do Brasil seria muito bom para o país. Vai ser bom mesmo para as OAS’s da vida.

A primeira opção parece ser um estádio em Pirituba. Para quem não conhece a área, o problema é que no local não tem que ser construído apenas o estádio. Tem que construir Pirituba. Do mesmo mal sofrem os terrenos de Guarulhos e Itaquera, outras opções que vêm sendo cogitadas pela imprensa. São locais que não devem nada para as zonas periféricas de Cabul ou Bagdá.  Talvez um pouco menos violentas, mas não muita coisa.

Outras opções mais viáveis do ponto de vista de estrutural são a área em que hoje está localizado o famigerado PlayCenter e a reforma do Pacaembu. Esta última conta com restrições urbanísticas – o que envolve o MP, por exemplo – e por isso acredito que seja difícil mexer no local.

Quem sonha com a Copa do Mundo é a diretoria do Palmeiras. Mas é apenas um sonho. A Arena Palestra Itália está longe de virar realidade. As obras já foram adiadas novamente, agora para agosto, e não duvido que o Palmeiras volte a jogar no estádio no campeonato brasileiro. Se Palmeiras e WTorre realmente acreditassem na viabilidade da construção do estádio até 2012, não iriam se portar passivamente como estão fazendo. Com a notícia da exclusão do Morumbi, iriam babando pra cima da CBF para forçar a candidatura da Arena como sede da Copa do Mundo, já que, em tese, hoje este é o único projeto em fase adiantada (pelo menos no que se refere a licenças e aprovações dos órgãos públicos).

A única opção ainda não cogitada é São Paulo ficar de fora. Talvez ela seja a melhor de todas. Mas, pelos interesses envolvidos, descarto totalmente essa possibilidade.

Vinicius (ex)Avallone, que gostaria de saber se o SPFC vai devolver o dinheiro de quem comprou as camisetas comemorativas da escolha do Morumbi para a Copa do Mundo

Nem o Laudo Natel salva

06/11/2010

O São Paulo Futebol Clube corre contra o tempo. Precisa urgente apresentar garantias para conseguir viabializar a reforma do Morumbi. E não vale oferecer receita com a venda de pedaço do gramado, camiseta 6-3-3 ou o passe do Rogério Ceni. O negócio é sério. Do contrário, o sonho da diretoria do Morumbi – e eu acredito que esse sonho seja apenas deles, pois não vejo na população paulista em geral esse anseio – de sediar a Copa do Mundo se transformará num enorme fracasso. Aliás, fracasso para o São Paulo, e não para o estado de São Paulo.

Ora, o maior interessado em sediar a Copa do Mundo é o São Paulo Futebol Clube, cujos dirigentes  acreditaram, com a prepotência de sempre, que o Poder Público faria o possível e o impossível para viabilizar a construção de um novo estádio no terreno que hoje está o Morumbi. Tanto que, contando com uma possível facilidade na obtenção de recursos  públicos, num primeiro momento o São Paulo apresentou um projeto de dar inveja a qualquer construtora de Dubai (esse da foto, que parece uma embalagem de guardar frango de padaria, orçado em R$ 600 milhões), e ainda exigiu do Estado a construção de um enorme estacionamento nos arredores do estádio, como se fosse obrigação do Poder Público.

Está na cara que os dirigentes do São Paulo achavam que a cidade de São Paulo receberia a abertura da Copa do Mundo de qualquer maneira, que o Morumbi seria a única opção e, por consequência, que o Poder Público faria todos os esforços para ajudar na construção do novo estádio. O orçamento inicial é prova irrefutável disso.

Ocorre que o plano “Laudo Natel II – O Retorno” parece ter falhado. O assunto está tomando um rumo sério. O financiamento é de verdade. As garantias também são. Não haverá doação. O Laudo Natel não manda mais nada. Agora o São Paulo tem que andar com as próprias pernas ou fazer uma parceria com alguma WTorre da vida. Parece que o São Paulo Futebol Clube já percebeu isso e readequou o orçamento para reforma do Morumbi para cerca de R$ 250 milhões, menos da metade do projeto inicial (aquele que acreditavam que seria bancado pelo Poder Público).

Vinicius (ex)Avallone, que não entende como um orçamento pode passar de R$ 600 milhões para R$ 200 milhões de uma hora para outra


%d blogueiros gostam disto: