Posted tagged ‘Ganso’

“Graças a Deus consegui a vitória” (Ganso, 16-04-11)

04/16/2011

Está nascendo um novo mito. Um mito ao estilo Rogério Ceni.

– Muitas coisas são faladas para prejudicar o Santos em momentos decisivos. Estou acostumado. Assumi a responsabilidade e, com os companheiros, ajudei o time a vencer.

– Como eu já disse, independentemente de renovar ou não, tenho contrato com o Santos. Graças a Deus consegui a bela vitória e, agora, vamos decidir em casa.

Para quem não teve a oportunidade de assistir os melhores momentos da partida na TV Tribuna, lembro que o Santos ganhou graças aos gols de Danilo (muito prazer) e Maikon Leite. Ganso não marcou, não deu assistência, não defendeu pênalti, não pagou o bicho e não salvou nenhum gol em cima da linha.

Não vou ser injusto de deixar de dizer que o Ganso deu dois chapéus no jogo, só que, por óbivio, isso não interferiu em nada no resultado. Só serviu para o DVD que o empresário do jogador deve estar preparando para distribuir na Europa no meio do ano para o Ganso ganhar um pouco de notoriedade fora das fronteiras do Brasil. Até porque, como lembraram os chilenos, quem é Ganso, interrogação.

Vinicius (ex)Avallone, porque será que na Vila só nasce gente assim

¿Ganso? No lo conozco

03/17/2011

Quando acerta um passe de calcanhar (sem querer) contra o glorioso Botafogo/SP, Ganso é um fenômeno. Quando joga apagado, como ontem, é porque foi bem marcado, ou sentiu o tremor que ninguém sentiu, ou se machucou no início do jogo, etc. Vale tudo, amigo.

Ganso é um bom jogador, mas por enquanto ele ainda é apenas Ganso, jogador regional, integrante do iminente eliminado Santos. O técnico colocolino não foi arrogante quando disse desconhecê-lo. Quem é Ganso? Quem é Danilo? Quem é Adriano? Quem é Durval? Quem é Pará? Quem é Rafael? Quem é Léo? Quem é Zé Love? Quem é Possebon? (Meu Deus) E depois o Felipinho reclama que não tem elenco.

Possível que editem alguma jogada de Ganso e Neymar na próxima rodada, na Vila Belmiro, diante do próprio Colo-Colo. Não duvido. Mas poderá não ser suficiente, pois um empate com o Cerro (fora de casa) na rodada seguinte e adiós peixe.

É, amigo. Pelo jeito, assim como para o Corinthians, restará ao Santos a Taça do Consolo, também conhecida por Paulistão.

Por Primo Argentino, adiós Martelotti

Um novo Brasil

08/10/2010

1. Não dá para reclamar da atuação do Brasil. Foi um jogo de uma equipe só. Méritos da seleção brasileira, demérito da seleção americana. A única coisa a reclamar é do tal de Paulo Cesar Vasconcellos do Sportv. O cara é simplesmente intragável. Como alguém pode ser pago para falar que “o jogador não poderia dominar essa bola, mas sim bater de primeira forte e no ângulo”, interrogação e exclamação. Não parece, mas existe comentarista pior do que o Neto.

2. A dupla estreante Neymar e Ganso jogou bem. Só acho que o Ganso poderia atuar de uma forma menos arrogante e mais participativa. Alguém precisa avisar que ele tem ainda um longo caminho a percorrer até ser quem ele pensa que é. Acho que ele não sabe, mas se saísse do estádio andando pela porta da frente e no meio da torcida americana, ninguém iria saber quem ele é.

3. O Mano Menezes começou a partida de forma ofensiva. Lógico. Era obrigação. Depois do que foi feito na última Copa do Mundo, até o Celso Roth começaria o seu primeiro jogo na seleção com 3 atacantes. Mas não pode passar despercebido o fato da seleção ter terminado a partida com 3 volantes. É melhor o torcedor não se iludir com a fase ofensiva do Mano Menezes. É para inglês ver.

4. Seria uma seleção renovada se não fosse a presença de Robinho. Ele já disputou duas Copas do Mundo. Em ambas afirmou que se consagraria como melhor jogador do mundo. Fracassou em ambas. Participações pífias. Ainda há lugar para ele na seleção, interrogação. Já não existe um jogador com o seu perfil no processo de renovação (Neymar), interrogação. Por que convocar Robinho e deixar de chamar jogadores que mostraram mais em suas passagens anteriores, como Juan e Lúcio, interrogação. O pior de tudo é vê-lo como capitão do time. Que exemplo para os jogadores que estão chegando agora, exclamação.

Vinicius (ex)Avallone


%d blogueiros gostam disto: