Posted tagged ‘Futebol carioca’

Balanço da gestão Zico

08/05/2010

O nível dos dirigentes dos clubes brasileiros, em todos os seus aspectos, é baixíssimo. Alto mesmo só o nível de corrupção e despreparo. Exemplos não faltam, sendo desnecessária qualquer referência a essa ou aquela pessoa. É a regra, e não a exceção.

Por isso já ouvi de muitas pessoas que os clubes, federações e a própria CBF devem ser dirigidas pelos ex-jogadores. Discordo em parte. Para mim a direção deve ser assumida por ex-jogadores ou não, desde que sejam pessoas preparadas. O simples fato de ser ex-jogador não significa muita coisa.

Vejamos o exemplo de dois grandes ídolos do futebol carioca: Roberto Dinamite e Zico. Assumiram a direção dos seus clubes de coração (se bem que o Eurico Miranda diz que o primeiro é botafoguense), mas o que eles vêm fazendo não é muito diferente do que qualquer outro dirigente já fez.

Sob a presidência de Roberto Dinamite, o Vasco está de mal a pior. Logo no primeiro ano de mandato o clube foi rebaixado para a série B do campeonato brasileiro.  Sai ano, entra ano, e o elenco é sempre horroroso. O clube está cada vez mais quebrado. Está sobrevivendo graças a um patrocínio esquematizado pelo Poder Público. A verdade é que o torcedor do Vasco deve ter saudades do antecessor, o lendário Eurico Miranda.

O Zico não é muito diferente. Chegou no Flamengo como se fosse a salvação do clube.  Contudo, desde que chegou, há poucos meses, só acontecem aberrações no Flamengo. O balanço da gestão Zico é o seguinte: saíram os dois ídolos do time, Adriano e Vagner Love, e chegaram jogadores que talvez nem a filial de Guarulhos aceitaria: Val Baiano, Leandro Amaral, Marquinhos e Renato.

Vinicius (ex)Avallone

O retorno do Ronaldinho Gaúcho

07/13/2010

Ronaldo, Adriano, Roberto Carlos, Robinho. Grandes jogadores resolveram retornar ao Brasil. Uns para encerrar a carreira e ganhar dinheiro fácil com o nome, casos de Ronaldo e Roberto Carlos. Outros para tentar ressurgir para o futebol internacional, casos de Adriano e Robinho.  No embalo desses jogadores, Ronaldinho Gaúcho, o craque do Viaduto do Chá, vem sendo cotado para voltar para o futebol brasileiro.

O retorno de Ronaldinho Gaúcho para o Brasil pode ser muito bom para ele, assim como foi para Adriano e está sendo para Robinho. Sem a pressão da Europa e com a total bajulação da imprensa brasileira, aqui o jogador pode reencontrar o bom futebol que o levou a ser o melhor do mundo. Pode reconquistar a moral perdida no exterior, fazer gols e jogadas antológicas para serem mostradas nos jornais mundiais, usar e abusar da sua habilidade, sobretudo quando atuar contra zagueiros como Álvaro, Chicão, Durval, Maurício Ramos etc.

Porém, se Ronaldinho Gáucho realmente estiver disposto a retornar para reconquistar o prestígio perdido nos últimos anos, não deve nem pensar em jogar no futebol carioca, mais precisamente no Flamengo, clube que vem sendo cotado na mídia. Infelizmente hoje o rubro-negro é sinônimo de bandidagem, orgias e drogas, legados deixados nos últimos meses por Adriano, Vagner Love e Bruno Picadinho. Se alguém no mundo hoje  conhece ou lembra do Flamengo, é mais por causa das notícias policiais do que pelo futebol (até porque o único título internacional do clube aconteceu há cerca de 30 anos).

Sem nenhum bairrismo, se o Ronaldinho Gaúcho quiser voltar para o Brasil para tentar readiquirir o prestígio perdido, deve escolher algum time de São Paulo, único estado capaz de oferecer isso para o jogador. Não que em Minas Gerais ou no Rio Grande do Sul o jogador não possa encontrar uma excelente estrutura para voltar a velha forma. É que nesses estados o jogador não terá a mesma visibilidade do eixo Rio-São Paulo.

Sem nenhum bairrismo, pelo amor de Deus. Quem tiver humildade reconhecerá.

Vinicius (ex)Avallone, que apesar de tudo acredita nas inocências do Bruno e do Macarrão, vítimas do sistema

Procura-se um milagreiro

04/23/2010

Muricy Ramalho enfim tem seu nome lembrado no futebol brasileiro. Esquecido, no ostracismo pós-Palmeiras, o técnico teve seu nome lembrado pelo Fluminense, time que vem passando por um momento complicado desde a fatídica derrota para a LDU na final da Copa Libertadores. Um grande desafio que pode mudar totalmente a carreira de quem até pouco tempo era tratado como o melhor técnico do Brasil.

Assumir o Fluminense hoje não é para qualquer um. Só quem realmente entende de futebol e tem algo a acrescentar pode tirar o time do imenso buraco em que ele se encontra. Falta de bons jogadores, atrasos salariais, escassez de todo o tipo de recurso. Esses são alguns dos desafios do próximo técnico do tricolor carioca, clube que não ostenta muitos títulos de nível nacional, mas que inegavelmente tem uma certa relevância no futebol brasileiro.

Caso Muricy realmente assuma o Fluminense, uma boa campanha pelo clube pode representar a sua redenção. Talvez assim a imprensa passe a tratá-lo novamente como um dos grandes técnicos do Brasil. Porém, se Muricy Ramalho não conseguir emplacar no Fluminense (o que é mais crível), perderá totalmente a moral adquirida nos tempos que passou pelo São Paulo Futebol Clube. Se levar um pé no traseiro mais uma vez, serão 3 demissões consecutivas, o que não combina com o status de grande técnico.

Muricy Ramalho acabará tendo que voltar a treinar o São Caetano, o Náutico, quiçá o Internacional de Porto Alegre, clubes pelos quais iniciou sua trajetória até chegar a um grande time.

Vinicius (ex)Avallone, na torcida pela recuperação do futebol carioca e do técnico Muricy


%d blogueiros gostam disto: