Posted tagged ‘Dorival Junior’

Ora, é para punir ou não

09/21/2010

Eu quase me antecipei para criticar a provável escalação de Neymar pelo técnico Dorival Jr. no clássico contra o Corinthians. Mas a notícia divulgada hoje é que a Paris Hilton do Gonzaga ficará de fora da partida. Festa em Itaquera, exclamação.

Tarde ou não, reconheço que dessa vez Dorival Jr. teve atitude.

Ele queria que o jogador ficasse suspenso por 15 dias. Não sei o que ficou acertado com a diretoria, mas o fato é que o jogador ficou de fora do jogo contra o Guarani. Se o jogador já retornasse no jogo de amanhã, iria se sentir mais ainda. Sairia fortalecido de todo o episódio da última semana, pois fatalmente iria pensar que no final das contas o time precisa dele . A “punição” do jogo contra o Guarani não teria valido de nada. E o próprio Dorival Jr. sairia ainda mais enfraquecido da história.

Dorival Jr. está certo na sua decisão. Se são 15 dias de “suspensão”, são 15 dias e ponto. Grandes fezes se no período tem algum clássico. Ou se pune o jogador de verdade, ou o monstro vai ganhar ainda mais força.

Vinicius (ex)Avallone, por outro lado, ou o Dorival ganha o jogo ou então sairá como vilão

Anúncios

Faltou só a lona

07/29/2010

O que o Neymar fez ontem foi lamentável. E o pior é que não é a primeira vez. Ele já havia perdido um pênalti neste ano por tentar fazer graça. Depois reclama que não foi para a Copa do Mundo. Por que será, interrogação.

Muitos da imprensa defenderam o jogador. A alegação foi de que não se pode podar o talento e a irreverência de um craque como Neymar. Dizem isso porque o Santos venceu, lógico. Caso contrário estariam massacrando o rapaz.

Não vejo no lance de Neymar talento ou irreverência. Só consigo ver burrice. Será que o Neymar não percebeu que todas as suas jogadas já estão começando a ser manjadas pelos adversários, interrogação. É nessas horas que se diferencia um craque de um jogador habilidoso. Craque é imprevível. É inteligente. Joga com o cérebro. Não perde um pênalti dessa maneira. Comete um erro desse no máximo uma vez na carreira. Não é o caso do Neymar. Ele entra na lista dos jogadores habilidosos com prazo de validade. Denilson, Robinho, Arinelson (sacanagem) etc.

Mas o pior de tudo foi ver o técnico Dorival Junior defender a atitude do jogador e dizer que se tivesse outro pênalti Neymar o bateria. Não se poderia  esperar outra postura desse banana que não passar a mão na cabeça do jogador. Fez exatamente isso com o Ganso naquele episódio infeliz na final do campeonato paulista. De lá para cá vem perdendo cada vez mais om comando do time. Atrasos, reclamações públicas. Só não sei o que o Dorival pensa que ganha defendendo as atitudes infantis do jogador. Se não quer bater de frente com o jogador, que então fique calado.

É por essas e outras que Dorival Junior não dura até o final do ano. E é por essas e outras que Neymar não dura 6 meses na Europa.

Vem comigo que eu conto no caminho…

Vinicius (ex)Avallone, indo para a toca do Urso jogar um pokerzão

E o Santos dançou de novo

05/31/2010

A culpa foi da arbitragem, interrogação.

Dizer que o Corinthians foi beneficiado pela arbitragem é meio que um pleonasmo. Mas no jogo de ontem não foi isso que decidiu a partida. Houve um gol anulado do Santos, é verdade. Lance difícil, também é verdade. Mais difícil inclusive do que aquele gol do Santo André que foi anulado na final do campeonato paulista pelo mesmo Salvio, lance que acabou decidindo o título em favor do Santos. Lembram, interrogação. O Leo e o Marquinhos ja esqueceram. Contudo, ainda que o gol fosse validado o Santos não teria melhor sorte. O Santos levou um vareio de bola do Corinthians e mereceu perder de goleada.

Acostumados com esse breve período de sucesso que vem desde o começo deste ano, os jogadores do Santos precisam aprender também a perder. Talvez uma visita ao Palestra Itália ajudaria. Mas o que acontece hoje no Santos é que ninguém do time erra. Ninguém joga mal. O Santos não perde para o adversário. O Santos só perde para a arbitragem. Para a violência dos zagueiros do outro time. É, o sucesso repentino de fato subia a cabeça dos jogadores do Santos.

Quanto tempo mais Dorival Junior ficará no comando do Santos, interrogação.

A falta de respeito dos jogadores pelo técnico é evidente. Primeiro foi Paulo Henrique Ganso, naquele episódio ridículo da final do campeonato paulista, quando o jogador gesticulou para o estádio inteiro ver que ele não iria sair do jogo. Dorival engoliu a seco e, pasme, chegou a elogiar a postura do jogador. Depois foi o atraso na apresentação dos jogadores para a concentração. Os meninos da Vila foram afastados da partida contra o Atlético/GO e ainda brincaram com a situação.

Mas ontem, no clássico contra o Corinthians, o negócio descambou. Edu Dracena reclamou do esquema tático do time. André, jovem atacante, não quis sair do jogo. Se o Ganso pode, eu também posso, deve ter pensado o menino. Enfim, ficou demonstrado que o time do Santos não tem o mínimo de respeito pelo treinador, que já não tem lá muito carisma. No final das contas, todos se acham imprescindíveis para o time e acreditam que jamais serão deixados de lado por um simples ato de indisciplina.

Ronaldo, o maior torcedor do Corinthians

Quem mais comemorou a vitória do Corinthians do clássico de ontem de longe foi Ronaldo. Ora, enquanto o time está vencendo, liderando o campeonato brasileiro, todos esquecem dele. Da sua falta de comprometimento. Da sua péssima forma física. Do fracasso na Copa Libertadores. Que ele jogou meia dúzia de jogos no ano e fez alguns miseros gols. Que ele vai inaugurar sua mansão em Ibiza em junho ao invés de treinar. Que ele está ganhando uma fortuna no Corinthians para não fazer nada. Vai Corinthians, grita Ronaldo da janela de sua cobertura em Higienópolis, enquanto Ralf corre igual um desgraçado no Pacaembu.

Vinicius (ex)Avallone, que não viu Neymar e Ganso jogando

Dorival, o sem moral

05/22/2010

Quando Paulo Henrique Ganso gesticulou para o mundo inteiro ver – quando poderia ser bem mais discreto – que ele não aceitava ser substituído na final do campeonato paulista, todos do futebol, inclusive o próprio comandante do Santos, Dorival Junior, elogiaram a atitude do jogador. Jogador maduro e de personalidade, afirmaram alguns. Atitude de homem, elogiou Dorival Junior. Uma grande bobagem.

No fundo a atitude demonstrou uma total falta de respeito do jogador (que, aliás, é craque, mas bem menos craque do que ele pensa que é) pelo técnico. Ali ficou claro que Dorival Junior não tem moral perante os jogadores. Que não manda nada. É um mero fantoche na mão dos meninos da Vila.

Essa falta de respeito ficou ainda mais evidente com o recente fato do atraso dos jogadores. Todos deveriam se apresentar para a concentração às 23h de antontem. Paulo Henrique Ganso, Neymar, Madson e André chegaram cerca de 3h da madrugada. Estavam comemorando o aniversário do Madson e perderam a hora.

Ou seja, ficou claro que os jogadores estão se lixando para as ordens de Dorival Junior. Sabem que são as estrelas do time (lógico, caso apenas de Ganso e Neymar) e que, bem ou mal, o técnico precisa deles.

Para tentar demonstrar que tem comando, Dorival Junior afastou os jogadores da partida contra o glorioso Atlético/GO, a ser realizada hoje, às 18h30, em Goiânia. Os jogadores ficarão “treinando” em Santos.

Noooooooooossa, como Dorival é mau. Deixou os jogadores de fora da partida contra o Atlético/GO. Ora, é castigo ou prêmio, interrogação. Os jogadores devem estar preocupadíssimos. Não poderão ir para a bela Goiânia, cidade de clima agradável, jogar contra o grande time do Atlético/GO e conhecer de perto os gloriosos Pituca, Erandir e Agenor, na decisiva partida válida pela 3ª rodada do campeonato brasileiro.

*Agora, em entrevista ao Globo Esporte, os 4 deixaram claro que não estão nem aí para a punição e tiraram sarro da stuação

Vinicius (ex) Avallone, que gostaria de ver o Dorival deixar os jogadores de fora se a próxima partida fosse a final da Copa do Brasil


%d blogueiros gostam disto: