Posted tagged ‘belluzzo’

Excelente negócio

08/14/2010

O Professor Belluzzo fez um negócio da China nesta semana.

Vendeu 85% dos direitos econômicos do zagueiro Léo para o Cruzeiro por R$ 1 milhão.

Se o jogador vale ou não esse valor, isso é outra história. O fato é que o Palmeiras contratou o Léo do Grêmio no início do ano e pagou por ele algo em torno de R$ 6 milhões, mais o zagueiro Maurício.

Tenho medo do que o Professor Belluzzo ensina em suas aulas de economia na UNICAMP e o que isso pode representar na carreira dos futuros economistas do país.

Vinicius (ex)Avallone, vai ver que o Belluzzo estava desesperado por qualquer trocado para pagar os salários dos jogadores

Vendendo a alma para o coisa ruim

07/27/2010

O Professor Belluzzo está tentando salvar seu mandato de qualquer maneira.

Surpreendeu a todos e contratou de uma vez grandes ídolos da história recente do Palmeiras. Luis Felipe Scolari, Kleber Gladiador e Mago Valdívia.

Para bom entendedor, o Professor Belluzzo quis dizer mais ou menos o seguinte com essas contratações, caso venha a ser criticado futuramente: “Fiz o possível e o impossível. Se não ganhamos nada, a culpa não foi minha”. Realmente o presidente do Palmeiras demonstrou um pouco de vontade nos últimos meses do seu mandato. Em cima da hora, reforçou o tão criticado time. Ao menos parece que vai salvar o time do rebaixamento.

Só espero que para tentar livrar sua barra, o Professor Belluzzo não tenha vendido a alma do Palmeiras para o diabo. Pois que é estranho que um time que não consegue nem pagar os salários dos jogadores arrume dinheiro para comprar Kleber, Valdívia e trazer Felipão, é estranho, exclamação.

Parcerias, patrocinadores, palmeirenses endinheirados. O dinheiro provavelmente vem dessas fontes. Contudo, não se pode perder de vista que nada sai de graça. Amigos, amigos, negócios a parte.

Coitado do próximo presidente do Palmeiras. A conta fica para ele pagar.

Vinicius (ex)Avallone, será que agora vai, interrogação

Ainda falando sobre marketing…

07/01/2010

É sabido que o marketing não é forte do Palmeiras.

Prova disso é o jogo amistoso que arrumaram contra o Boca Juniors, marcado para o próximo dia 9 de julho, supostamente para marcar a despedida do Palmeiras antes do início das obras da famigerada Arena Palestra Itália. A intenção – fazer um jogo festivo para a despedida do estádio – é louvável. Mas as ações de marketing planejadas para a promoção da partida e a geração de receitas são simplesmente lamentáveis, beirando o ridículo. Era melhor deixar como estava.

A começar pela data. Sexta-feira, 9 de julho, é feriado em São Paulo. É torcer para fazer tempo ruim. Além disso, o jogo será realizado no meio das finais da Copa do Mundo. Estando ou não o Brasil ou a Argentina na final, todas as atenções estarão voltadas para os jogos a serem realizados no sábado (disputa do 3º lugar) e no domingo (final). A partida entre Palmeiras e Boca Junior simplesmente passará despercebida. Talvez os gols sejam mostrados no Jornal da Gazeta.

Outro problema é que a partida não terá o que seria o principal atrativo: o técnico Felipão. Kleber, recém contratado, é outro que pode ficar de fora. O torcedor terá que arrumar ânimo não sei de onde para ir ao Palestra Itália gritar o nome de Parraga, Murtosa e o atacante Tadeu.

O preço do ingresso cobrado pelo Palmeiras é um capítulo a parte. A arquibancada custará a bagatela de R$ 80,00.  As cadeiras descobertas custarão R$ 250,00 e as cobertas R$ 400,00. Para se ter idéia do exagero, o preço médio para se assistir uma partida da Copa do Mundo deste ano é de cerca de R$ 250,00. A diferença é que lá na África do Sul você assistiria ao Messi sentado numa cadeira confortável, enquanto que no jogo do Palmeiras, pelo mesmo preço, você acompanha os carrinhos do Edinho sentando num chão de concreto.

É amigo palmeirense, quem tem uma diretoria como esta não precisa de adversário. Cobrar R$ 400,oo por um jogo que não vale absolutamente nada – nem pela suposta despedida do estádio, pois pode ter certeza que o Palmeiras ainda vai jogar muitos jogos do campeonato brasileiro deste ano no Palestra Itália – é desafiar a inteligência do torcedor mais sensato.

Mas a piada não para por aí.

O torcedor que quiser trabalhar como gandula na partida pode pagar R$ 1 mil pelo emprego. Isso não pode ser sério. Beira o ridículo. Nem antes da Lei Áurea se pagava para trabalhar. Só faltou o Palmeiras anunciar que quem pagar R$ 10 mil joga na lateral esquerda no lugar do Armero. Aliás, nesse caso eu até entenderia. Se ainda não pensaram nisso, fica a dica para o Palmeiras.

Vinicius (ex)Avallone, o departamento de marketing do Palmeiras conseguiu superar até as mais esdrúxulas ideias dadas pelos mais esdrúxulos participantes que o programa Aprendiz já revelou até hoje

O milagre do Belluzzo

06/16/2010

Kléber Gladiador. Luis Felipe Scolari. Valdívia. Ricardo Oliveira.

Grandes reforços. Sem dúvida. Reforços de time grande, do Palestra de outrora.

Mas que é estranho que um clube que mal conseguia pagar os salários dos seus jogadores até poucos dias atrás se reforce dessa maneira, isso é estranho. Não se pode negar. Sem bilheteria, sem venda de jogadores, sem sócios torcedores, aonde foi que o Palmeiras arrumou dinheiro de uma hora para outra, interrogação.

Só espero que para salvar o fiasco que é o seu mandato, o grande economista Professor Belluzzo não esteja enforcando o Palmeiras ainda mais – adiantando, por exemplo, as cotas de televisão e patrocínio que o clube tem direito até 2019. Dessa maneira ele pode até salvar a sua pele até o final do ano, quando termina o seu mandato. Porém, deixa para as próximas cinco gerações de presidentes a conta para pagar.

Assim é fácil. Resta saber se o Professor Belluzzo leciona tal tipo de técnica lá na famigerada UNICAMP.

Vinicius (ex)Avallone, a pedidos, falando sobre o Palmeiras

Adeus Taça Belluzzo

06/13/2010

Em 2009, após a frustração da libertadores, Belluzzo se empenhou em investir para conquistar o brasileirão. Primeiro, dispensou o ex-técnico Luxemburgo, mesmo com multa milionária.

Na sequencia, não hesitou em contratar Muricy, então o grande nome dos técnicos brasileiros (não para nós). R$ 400.000,00 mensais.

E para reforçar ainda mais a equipe, que naquela altura estava nas primeiras colocações, Belluzzo bancou Vágner Love, sonho antigo do clube. Sem contar o aumento de salários de Diego Souza, Cleiton Xavier e Pierre.

E por que não ganhou, interrogação. Culpa do técnico? Culpa dos jogadores? Simon, STJD? Azar? Vai sabá, como diria meu tio Jorge de Araraquara.

Muricy, a meu ver, teve participação relevante no desastre. Técnico fraco, retranqueiro, sem comando. Mas reconheço que não deve ser fácil administrar inveja e salários atrasados. Na época, a imprensa dizia que a alta remuneração de Vágner Love incomodava os demais. Divulgou ainda que os salários atrasavam periodicamente. É verdade que o Flamengo sempre atrasou salários e mesmo assim levou o caneco. Mas no Palmeiras havia tempos que isso não acontecia. No Flamengo, já faz parte da cultura do clube.

Em 2010, a história começa a se repetir. Um grande sonho realizado: Kleber, o gladiador. Outro, Felipão, sem dúvida o maior nome dos técnicos brasileiros. A pergunta é = quem vai pagar essa conta?

Contratar Kleber e Felipão, com altos salários, porém atrasar a remuneração dos demais, e ainda limitar o orçamento das próximas administrações, não acredito que adiantará muito.

Brigar com Samsung e antecipar os créditos de 2011/2012 pode ser útil a curto prazo, até como salvação do fiasco que batia à porta, mas a longo prazo poderá ser um desastre. Isso não faz parte de uma administração sustentável, algo esperado de um economista.

Bom, com dinheiro ou não, uma coisa parece certa: adeus “Taça Belluzzo”. A partir de agora, chamará “Taça Roberto Dinamite,”. Ganhar Celso Roth para o Inter foi um bom negócio, mas trazer PC Gusmão? Meu Deus. Sorte ao Vasco. Muita sorte ao Inter (esse vai precisar). Quanto ao Ceará, que anunciou Estevam Soares, nem a sorte o ajudará. All-in no rebaixamento cearense.

Por Primo Argentino, tudo mudou?

Belluzzo, o pior de todos

05/19/2010

Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo.

Economista, intelectual, influente. Esses são os predicados que mais se ouve da imprensa quando esse nome  é mencionado.

Ganhou notoriedade em dois momentos da sua vida.

O primeiro, quando junto com outras personalidades criou um dos mais fracassados planos econômicos brasileiros: o Plano Cruzado. Até hoje tramitam na justiça processos promovidos por cidadãos que foram lesados pela ideia do Professor Belluzzo, como é conhecido na falimentar UNICAMP.

O segundo, quando assumiu a presidência da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Achava que nada poderia ser pior na vida do Professor Belluzzo do que o Plano Cruzado. Ledo engano. O economista conseguiu se superar. Perto do que vem fazendo na presidência do Palmeiras, o Plano Cruzado mereceria o Prêmio Nobel de Economia.

É difícil, quiçá impossível, lembrar uma presidência de um clube de futebol mais nefasta do que a do Professor Belluzzo. Belluzzo está para o Palmeiras como Saddan Hussein estava para o Iraque. Ele simplesmente conseguiu errar tudo em tudo. Desde a simples escolha de um lateral esquerdo até a gestão financeira do clube.

Exemplos de escolhas desastrosas não faltam. E isso porque o Professor Belluzzo está à frente do Palmeiras há pouco mais de 1 ano.

O site Uol Esportes lembrou que a “Era Belluzzo” tem um técnico a cada 3 meses e meio. Acho que nem o lendário Beto Zini do Guarani conseguiu tal proeza. A desgraça é maior ainda pois o Palmeiras,  mesmo sem dinheiro, tem que arcar com as milionárias multas rescisórias do Vanderlei Luxemburgo e do Muricy Ramalho.

Na sua gestão o Palmeiras contratou quem talvez seja o pior jogador de sua história. O funesto Marquinhos, que se por acaso passar na frente da AACD é confundindo com um paciente só pelo seu jeito de andar.

Embora seja um economista renomado (é o que dizem; não tenho base para avaliar), na sua gestão o Palmeiras vive a pior situação econômica de sua história. Salário atrasado é a marca de sua gestão.

Enfim, poderia ainda escrever dezenas de linhas contando as grosserias cometidas pelo Professor Belluzzo ou por seus comandados. Belluzzo consegue fazer com que alguns palmeirenses sintam saudades do Mustafá Contursi. Mas não vale a pena irritar ainda mais o palmeirense que está lendo este texto.

Para terminar, uma última reflexão. O time estava mal com o Luxemburgo e ele foi mandado embora. Estava ruim com o Obina e ele foi mandado embora. Estava péssimo com o Vagner Love e ele foi mandado embora. Estava horrendo com o Muricy Ramalho e ele foi mandado embora. Estava triste com o Toninho Cecílio e ele foi mandado embora. Estava sofrível com o Antonio Carlos Zago e o Robert e eles foram demitidos. Ainda falta o Armero e o Marquinhos. é verdade.

Mas será que a solução não é a renúncia do Professor Belluzzo, interrogação. Ora, se ele fosse realmente palmeirense e desejasse o melhor para o clube, pensaria com carinho nessa possibilidade.

Vinicius (ex)Avallone, opinião de quem é adepto do Jornalismo Futebol Clube

Antonio Carlos Zago: o primeiro a rodar

05/18/2010

A voz do povo é a voz de Deus (frase nova).

Pois é. Como já adiantava o blog por meio de sua enquete (veja resultado ao lado), Antonio Carlos Zago foi o primeiro técnico a cair no campeonato brasileiro. Superou os favoritos Muricy Ramalho e Emerson Leão. Pelo menos é o que estão dizendo os sites esportivos.

Apesar dos resultados ruins, o motivo da demissão foi injusto. Ao que parece Antonio Carlos Zago foi demitido por tentar espancar o atacante Robert. Disse um palmeirense para mim que na verdade ele deveria receber um prêmio por isso, e não a demissão.

Mais uma bola fora da desastrosa gestão do brilhante Professor Belluzzo. Na cabeça dele  agora todos os problemas do Palmeiras estão resolvidos. O Robert começará a fazer gols, o Armero vai conseguir acertar os cruzamentos, o Cleiton Xavier vai acordar para a vida, o Marquinhos vai aprender pelo menos um dos fundamentos básicos do futebol (ou passe, ou chute, ou simplesmente andar com a bola nos pés)…

Vinicius (ex)Avallone, mais uma vez o culpado foi o mordomo


%d blogueiros gostam disto: