Posted tagged ‘adriano’

Será que Adriano vem mesmo?

03/30/2011

 

A imprensa carioca não tem poupado críticas a Luxemburgo pelo episódio Adriano. Diretoria e, principalmente, torcida, estão apenas aguardando o primeiro tropeço para escurraçar o técnico de lá.

Bem agora que Luxa, ao que parece (não ponho minha mão no fogo), voltou a se dedicar apenas ao futebol e ao poker. Voltou a falar sobre a filosofia do profissionalismo. Não é à toa que barrou Adriano, pois a mera imagem dele viola todos os princípios básicos dessa filosofia. O professor voltou, interrogação.

O problema é que essa seriedade contraria a filosofia do Clube de Regatas Flamengo. Fere a tradição rubro-negra. Coloca em risco a existência do clube.

Afirmo, Adriano estará no Flamengo para disputar o brasileirão 2011. E o Luxa, interrogação. De volta ao Corínthians.

Por Primo Argentino, se o Luxa voltar mesmo a ser o professor, sou mais ele

Até quando, interrogação

12/13/2010

É sempre a mesma história. Mas até quando, interrogação.

Adriano, Robinho, Tevez … Nunca cumprem os seus contratos. Sempre há algum problema de adaptação, ou com o técnico, ou com a vida, ou com a família. Jogar bola que é bom, niente

O futebol precisa evoluir e deixar jogadores como esses para trás. Algo precisa ser feito para exemplo dos mais novos. Ou alguém discute que a tendência é que o Neymar faça as mesmas coisas que o seu ídolo Robinho faz, interrogação.

Os clubes deveriam ser mais unidos nesse ponto. É difícil, pois essas negociações envolvem muito mais do que a simples transferência de um jogador. Mas o correto seria os clubes que estão de alguma forma unidos (caso do Clube dos 13, só para dar um exemplo) fecharem as portas para esses jogadores, até eles entenderem que a coisa não funciona da forma como eles imaginam. Fala a verdade, interogação. O Robinho vai fazer falta no futebol, interrogação. E o Adriano, interrogação.

Os próprios torcedores têm lá sua parcela de culpa. Não deveriam exaltar esses jogadores quando chegassem aos seus times. O certo era protestar, até para ver se o cara já fica esperto logo de início. Mas não. O jogador chega, beija a camisa, e o torcedor fica louco de felicidade. Foi o que aconteceu com o Robinho no Santos. Mesmo depois de tudo o que o jogador fez para sair do Santos da primeira vez, no seu retorno o torcedor ficou todo feliz.

O caso do Adriano também é emblemático. Não estou falando que ele seja, mas ele age como um verdadeiro estelionatário. Vai para um clube, suga tudo o que pode, não joga, e depois pede para sair. E a vítima não é só o clube. É o trouxa do torcedor. No dia que os grandes clubes fecharem as portas para ele, restarão duas opções: jogar no Volta Redonda para ganhar R$ 10 mil por mês e continuar fazendo as mesmas coisas ( e já estaria muito bom, pois tem muito médico por aí que não ganha metade disso) ou então se conscientizar de que é preciso mudar.

Vinicius (ex)Avallone

“Pra que tanta promessa de me dar felicidade…”

12/09/2010

Sempre depois que um time fracassa começam as especulações sobre as contratações de grandes nomes. Mas quando se está perto de eleição de presidente os clubes perdem o restinho de bom senso que costumam faltar a eles.

Veja o caso da Sociedade Esportiva Palmeiras de Desportos. A diretoria, encabeçada pelo candidato Palaia (dizem que o bordão da campanha será “Pela renovação, vote em Palaia, exclamação) fala “apenas” em contratar Adriano, Ronaldinho Gaúcho e, mais recentemente, Alex. Só.

Até acredito que a diretoria está tentando algum deles. Mas a história deve ser a seguinte. O Palmeiras vai atrás do Adriano e oferece R$ 400 mil por mês. O Adriano diz que vai pensar. A diretoria espalha na mídia que está quse tudo certo e que “só” falta acertar os salários. Nesse meio tempo o Adriano fica sabendo que o Palmeiras atrasa os salários e, além disso, recebe uma proposta do Corinthians de R$ 600 mil mensais. Adriano então faz uma contraproposta para o Palmeiras: R$ 1 milhão por mês com 6 meses adiantados. No final o Palmeiras anuncia o retorno do atacante Robert.

Quem deve ficar satisfeito em ver que o Palmeiras está tentando contratar esses jogadores são os jogadores que atualmente lá estão. Os vencimentos atrasados não sei quanto tempo e, ao invés de ajustar as contas para tentar evitar atrasos, a diretoria está correndo atrás de mais despesas. Qual a perspectiva que um jogador pode ter, interrogação.

A realidade, todos sabem, é bem diferente. Dizem que, a pedido de Felipinho, o Palmeiras está tentando Chicão do Atlético/PR. Esse eu acredito que pode ir para o Palmeiras. E advinhem a posição dele. A dica já foi dada. Foi o Felipinho que pediu.

Vinicius (ex)Avallone

Adriano: não tem mais jeito

12/02/2010

Tá todo mundo de olho no Adriano, o Drog&Bar. O Corinthians o quer por indicação do Ronaldo (que à toda evidência quer dividir a responsabilidade pelo eventual fracasso na próxima Copa Libertadores).  Até o Palmeiras, “que não tem aonde cair morto”, que contratar o jogador. Só se adiantar todos os direitos de transmissão do campeonato paulista até 2022, se é que o ilustre economista Belluzzo já não fez isso.

É por isso que o Adriano está do jeito que está por tanto tempo. Apesar da sua total falta de profissionalismo e comprometimento, tem sempre um clube disposto a pagar milhões e milhões pelo jogador. A Roma é o maior exemplo. Mesmo sabendo de tudo o que o jogador fez para sair da Inter de Milão (inventou que gostaria de parar de jogar futebol para resolver seus problemas e um mês depois se apresentou no Flamengo), contratou Adriano por uma grana preta. Assim o rapaz nunca vai tomar jeito.

É até compreensível que o Flamengo deixe suas portas sempre abertas para o jogador. Existe toda uma história por trás disso e lá tudo tem um jeitinho. O que não dá para entender é um time como o Palmeiras apostar milhões em um jogador que não vai render nada.

E ainda sou obrigado a ouvir que o Brasil é um celeiro de craques. Se fosse mesmo, o Adriano estaria jogando hoje no Atlético/PR.

Vinicius (ex)Avallone

Não deu para o Império do Favor

04/19/2010

Em 2009, o Flamengo se sagrou campeão brasileiro após favores concedidos por (1) Adriano, (2) Petkovic, (3) Muricy Ramalho e (4) STJD.

Adriano, então um dos maiores salários do mundo, simplesmente abandonou a Inter de Milão para rotineiros tratamentos de saúde – depressão, alcoolismo e funk – num Spa da Vila Cruzeiro. Em meio ao tratamento, decidiu ficar no RJ e jogar no Flamengo.

O ancião Petkovic estava esquecido no futebol. Mas tinha (tem) enorme dívida a receber do Flamengo. Houve então um acordo trabalhista: Pet joga = redução de dívida.

Ou seja, como se vê, nem Adriano, tampouco Pet, foram fruto de planejamento do Flamengo. Foram mero favores.

Muricy pegou o time do Palmeiras com mais de 10 pontos de vantagem sobre o Flamengo. Armou verdadeiras retrancas e abriu passagem de gala para o Mengão. Mais um favor.

Quanto ao STJD, basta mencionar o famoso episódio envolvendo o auditor flamenguista Rodrigo Fux, filho de Ministro do STJ, que condenou Vagner Love, então no Palestra, a 2 jogos de suspensão porque usava trancinhas alvi-verdes, em vez de rubro-negras. Leia mais.

Em 2010, o cenário rubro-negro voltou ao normal. Sem mais favores, sem Adriano com namorada, sem Pet, sem STJD, sem taça das bolinhas, com Bruno, com Love, com o eterno interino Andrade, sem título. Botafogo, interrogação. Meu Deus!

O adeus à Libertadores está próximo. Tão próximo quanto a volta de Sir Joel Santana, vulgo pranchetinha.

Por Primo Argentino, de minha parte, tchau


%d blogueiros gostam disto: