Uma vez Flamengo…


Quem joga no Flamengo pela primeira vez, joga porque assim quis o destino. Quem joga no Flamengo por duas vezes, joga porque está bem de vida e quer curtir (ou porque está desempregado e vê o Flamengo como ponte para conseguir um rumo na carreira). Mais de duas vezes só o Adriano, que não tem juízo.

Há quem diga que é amor. Pode ser. Mas o amor está relacionado mais à cidade do Rio de Janeiro do que ao clube. Exemplos de jogadores que juraram amor a algum clube carioca e acabaram jogando nos rivais não faltam. Romário, Edmundo, Beto Cachaça, Thiago Neves, Emerson Estelionato, Leo Moura, Petkovic … Esses jogadores gostam da cidade, e não do clube. O cara quando se acostuma com a vagabundagem dificilmente quer trabalhar de verdade.

O Vagner Love é mais um desses caras que quer curtir e viu no Flamengo, seu time de coração, a oportunidade para tanto. É a segunda vez que jogará lá. Da primeira vez que passou pelo clube ficou apenas 6 meses. E mesmo em tão pouco tempo o Flamengo conseguiu ficar devendo salários para o jogador. É uma tradição. E tradição no Rio é tradição, não importa a situação.

No final das contas fizeram um acordo para o jogador “receber” (ou ter o direito a) em não sei quantas parcelas. Provavelmente não estão pagando. Não pagam nem quem está lá, imagine quem está longe. Mesmo assim o jogador desejou retornar ao Flamengo. Provavelmente não deve estar precisando de dinheiro, pois se tivesse passaria longe… Só não quero ouvir o sujeito reclamar daqui 6 meses que os salários estão atrasados para tentar justificar algo. Ou daqui 15 anos, se estiver na miséria, reclamar que o Flamengo não paga o que lhe deve.

O que jogadores como Vagner Love precisam entender é que o fato de não receber salários no Rio de Janeiro não justifica a falta de gols, as derrotas, os atrasos. O cara quando aceita jogar no Flamengo está ciente de que o mês lá tem 90 ou 120 dias e que será cobrado dentro de campo pelos torcedores. O Ronaldinho parece que só entendeu isso agora.

Graças a Deus não sou credor do Flamengo. Preferiria ser credor da massa falida da Encol ou da Fazenda Boi Gordo. Mas fico imaginando o que se passa na cabeça de um credor do Flamengo vendo o clube não lhe pagar e contratar o Vagner Love por R$ 20 milhões, ainda que o CSKA não venha a receber nada por isso. Ficaria revoltado.

Vinicius (ex)Avallone

Anúncios
Explore posts in the same categories: flamengo

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

28 Comentários em “Uma vez Flamengo…”

  1. VL Says:

    ” O que jogadores como Vagner Love precisam entender é que o fato de não receber salários no Rio de Janeiro não justifica a falta de gols, as derrotas, os atrasos.”.
    Esta é uma das melhores frases sobre o Flamengo que já ouvi. E partiu de um paulista. Parabéns. Aqui é assim mesmo.

  2. VL Says:

    vamos reconstruir o imperio do amor.

  3. VL Says:

    “Graças a Deus não sou credor do Flamengo”.
    Você É CREDOR sim do Flamengo. Vocês já nos salvaram várias vezes e somos eternamente devedores a vocês. A freguesia vale muito.

  4. Playmobil Says:

    O Flamengo é amor, o Flamengo é paixão, o Flamengo é alma, o Flamengo é simplesmente O MAIOR DO MUNDO.
    Nada se compara ao MENGÃO da Gávea.
    O Flamengo é Zico, o Flamengo é Leandro, o Flamengo é Júnior, o Flamento é Fio Maravilha, o Flamengo é Pet, o Flamengo é Romário.
    Não canso de dizer; TODO jogador brasileiro, e diria até extrangeiro, sonha em vestir o manto sagrado. O atleta pode passar uma vida inteira se dedicando ao futebol, mas se não vestir a rubro negra, sua carreira foi incopleta.
    Não importa o tempo.. basta jogar no Mengão. Que seja 1 mês, 3 meses, 6 meses, 1 ano, dez anos.. o que vale é sentir a paixão.
    Uma vez Flamengo, ETERNAMENTE FLAMENGO!!!
    Romário é flamenguista, Bebeto é flamenguista, o Love é flamenguista, Pet é flamenguista, Edilson capeitinha é mengão, Paulo Nunes, Djalminha, Renato Gaúcho, Zinho.. todos são movidos pela mesma paixão rubro negra

  5. matheus t penido Says:

    O pofexô tb ama o Mengão?

  6. zeca - o passarinho tricolor Says:

    Por falar em salário em parcelas, eu lí a pouco que o Villareal paga salário de seus jogadores com cheque pré-datado. Isso não é novidade. Aquí no Brasil é aquela velha história, o clube acerta um salário astronômico, e no dia do pagamento é o seguinte: o dirigente chega no jogador e diz ” fulano esse cheque aqui de 50 paus é bom para agora, vai no banco e saca…esses dois cheques de 100 paus vc. segura até eu dar o Ok…”, aí o jogador fica com 2 cheques borracha e correndo atrás do dirigente todos os dias para obter o Ok…que nunca vem, quando vem é para dividir em 2 ou 4.Tudo funciona assim: o clube finge que paga 250 paus de salário e o jogador finge que ganha 250 paus por mês”. Isso não é só o flamengo, até o seu glorioso parmera e todos os clubes usam desse expediente….porra “expediente” gostou desse termo.

  7. A Consagradora Says:

    enquanto os otários ficam falando sobre salários, o palmeiras vai se arrastando na 2a. divisão e o MegaGalático vai célere em busca de mais um título mundial

  8. Mengão campeão Says:

    Paulista, provavelmente porco, recalcado por que o porco não ganha nada e o maior ídolo de voces (jogador de linha) na década passada deu certo em todos os lugares menos ai, sem falar no R10, Kléber, etc.

    O Flamengo paga atrasado, mas paga os maiores salários do Brasil.

    Fique tranquilo, o Flamengo, de um jeito ou de outro, sempre paga o que deve.

    Se preocupe com o porquinho, do jeito que está logo logo vira uma Portuguesa com grife.

    Paga atrasado, mas paga. Não sei não. Será que se formos perguntas para o Romário, o Petkovic, o Vampeta e mais uns 47 jogadores eles confirmarão isso, interrogação.

    • Diguinho Says:

      Petkovic só recebe quando faz gol olímpico. Está no contrato.

    • El Loco, pra contrariar Says:

      tem q certeza q paga, idiota…veja aí o craque do viaduto do chá q está quase um ano sem receber…esse timinho de merdfa q vc torce é um time de pilantra, safado, estelionatário, o cheirador está de volta, coitado!!!!!! otário pergunta para o romário qto ele já recebeu do total…

  9. Douglas Castanho Says:

    E o choro sem lágrimas, interrogação ! kkkkkkk

  10. Carlos A. Says:

    Meu, publica aê a entrevista desse traíra quando voltou a segunda vez pro Palmeiras………ou mesmo quando vestiu a camisa dos gambá, já achando que ía ser contratado (merecia bem mais que uns tapas na cara)………Vamo ver se ele vai continuar beijando a camisa dos urubu quando ficar um ano sem receber salário e luvas, assim como o o restante do elenco….mais um mercenário que deve acreditar em coelhinho da páscoa ou papai noel, pois acreditar que o framengo vai pagar em dia é brincadeira…..Vamos ver de onde eles vão tirar dinheiro pra pagar a rescisão do profexô……. E tem mais: vê se não vão ficar com inveja dos gambá de ser eliminados na “pré” , pro poderosíssimo potosí, hein?!

    • VL Says:

      Já comprei minha passagem para Tóquio.

      É melhor comprar primeiro o ingresso para o jogo contra o todo poderoso Real…… Real Potosi.

      • El Loco, pra contrariar Says:

        por falar nisso, seu porra, explica a derrota para o Real Madrid, desculpa, Real Potosi, quem? de onde é esse time…existe!!!! hehehehehehehehehehehe

  11. DC Says:

    “Ab alio expectes, quod alteri feceris”

    (você diz que seu espaço é democrático. Então, vai postar minhas críticas, né? Aguentas a pressão e o peso da crítica ou seria Vossa Ilustre Excelência mais um borra-botas que abri um blog motivado pela condição bigorrilha inerente a sua pessoa e botas? Sinceramente, você não espera ser aplaudido por claudicar (ou vomitar) meia dúzidas de palavras digo, ser aplaudido por destilar a sua arrogância rasteira, né? Como diria a expressão: “O falar não tem cancelas”).

    Quanta jactância! Você me parece ser mais um daqueles moleques velhos, xenófobos, regionalistas, almofadinhas pregadores de alfinetes arrogantes de São Paulo (com uma pitada de sotaque semianalfabeto e feio). Achas que tem um rei na barriga e se dá o direito de tratar e falar das pessoas ou coisas com tanta ufania e prepotência. Suas palavras exalam mal e em seu texto informação não há, muito menos algo que poderia provar ou validar qualquer asneira emanada de seu sótão cheio de macaquinhos. Saiba que esta será a minha primeira e a última vez aqui*. Eu tenho dignidade. Qualquer um que também a tenha irá concordar em não te dar atenção.

    Como tem choninhas nesse mundo cruel (cruel é ser obrigado a compartilhar o mesmo planeta com gente tão perdida e odiosa). O camarada, você, ooooh… seu bazofiador fraco de cabeça, você deve ser uma daquelas pessoas que acordam de manhã pensando em novas formas de ser idiota e arrogante, para sacanear a vida de pessoas que você nem conhece, mas são irresitíveis de serem criticadas pelo reizinho mané, não é?

    Vai ver se eu tô na esquina (Exclamação reptida três vezes para aumentar intensidade da voz e deixar bem claro que eu não gostei de você).

    Sua bazófia foi detectada. A vida vai se encarregar de te corrigir ou de te fazer de mais uma vítima lastimável. Mudanças profundas nas formas de pensar e agir perante aos outros seres humanos estam batendo na porta. Ou você depreende os preceitos de respeito ao próximo, ou você será riscado do mapa junto com as suas prosápia, vaidade, postura de gente indigna e seu grupinho social de pela-saquistas profissionais que ninguém aguenta mais. Diferente de Vossa Senhoria, eu chama os parvos de imbecil na cara dos mesmos usuais otários, não me acovardando dentro de uma roupinha de almofadinha paulista que você veste na foto em que você mostra aqui, que às vezes a expressão “o que os olhos não vêem o coração não sente” pode está errada: eu já sabia que você era um almofadinha antes mesmo de ver a sua carinha de “boizinho lambeu da mamãe”. VOCÊ É UM IMBECIL, ponto.

    *(mas estarei aqui para ver sua resposta ou se você é o gostosão, bonitão que você pensa que é, publicando a parada aê. Não sou covarde e dou direito a resposta a todos. Faço isso procurando as respostas e, assim, confirmo o respeito pela democracia e asseguro o direito a resposta que todos nós temos. Até você)

    “Aqueles que são incapazes de atingir uma meta tendem a depreciá-la, para diminuir o peso de seu insucesso.”

    “Quem desdenha, quer comprar”

    – Sabia que o tratamento da xenofobia é feito com terapia comportamental e exposição da pessoa doente às situações que lhe causam terror? Considere meu texto como um antídoto, miolo mole.

    Tem mais:

    Para ter despojar, eu tópo te encontrar em qualquer bat-local e bat-horário. Adoraria ter o prazer de te despir em público, mostrar como é ser um pessoa com dignidade e respeito ao próximo e “de quebra” mandar um recado para este tipo de gentaça a qual tu andas: que almofadinhas não vão ser tolerados mais. Suas cabeças estão a prêmio. Chega de pessoas arrogantes e pulhas almofadinhas choninhas. Têm muitas pessoas de bem esperando para dar o bote na hora certa. Então, se liga maluco, porque o seu mundinho está em ruínas, francamente caduco e exposto mais do que nunca. Vá se preparando que o quê gira em torno de sua órbita sectária e facciosa vai sucumbir a pujança dos mais fortes e bacanas, maluco. Eu vou adorar ver o seu “telhadinho de vidro” partir, desabando-se no meio da suas convicções tortas.

    Meu nome é Diogo Chuquer. Qualquer hora. Qualquer local (desde que as barreiras físicas não me obstem). E antes que você abra a sua boca para falar besteira: eu não sou carioca e não me simpatizo com paulista almofadinha (mentalidade imbeciloide) e carioca debochado sem graça (aquele que acha que a vida é uma grande piada e que não sabe pronunciar a letra “s” adequadamente, que é mestre na arte de pelar o saco alheio, contudo se acha “dessscoladão” e “tá manda benzão, brodinho”, que machuca aos ouvidos depois de três minuto de solilóquio, porque alguém já tentou dialogar com um carioca MALA aqui!? Não tem diálogo, é o cara querendo se impor atráves de piadas infelizes e maliciosas o tempo todo, com acrisia, achando que está sendo o ‘espertalhão’ da hora por ser nascido no Rio de Janeiro e do povo de lá, acreditando piamente que ser finório é normal por ser parte de sua cultura estranha e esquiva, fazendo-me rir. É da mesma forma que não me simpatizo com algum babaca em qualquer lugar que seja. Mas, alguns lugares hão mais malas que outros. Este lugar pode ser um estado, país ou a blogosfera na mão de gente torta e incompetente que nos assola com sua infinita imbecilidade.

    Espero que você não seja também um covarde. Publique.

    • VL Says:

      DC, você tem razão no que diz, mas eu não entendi nada, poderia repetir?

      • DC Says:

        Sr. Avallone (você vende cosméticos também, além de ideias tortas? Não sabia),

        Além de um imbecil, você ainda é cínico, cabrón comedor de mortadela com pão (nesta ordem).

        Aquela é a sua melhor resposta? Vai se limitar a escrever uma linha só, totó? Que murchidão lenta, compadre. Achei que você fosse um pouquinho mais tenaz. Tudo bem, então. Nunca pensei em te dar muito carinho, mesmo.

        Tem contratempo, não. Minha guerra não é pessoal. Eu não invisto contra café pequeno, não, meu caro imbeciloide. PAZ!

        O buraco é um “pouquinho” mais em baixo. Você é, como eu diria, um imbecil junior ainda. Ingênuo e inexperiente no ramo da fanfarronice e da bizarrice afetada. Eu não poderia perder meu precioso tempo com gente sem respaldo algum, que defende coisas INFINITÉSIMAS e a LEVlANDADE.

        Só esperava ler algo mais relevante vindo de sua possível ira. Todavia, você até que se saiu bem, somente sendo um cínico pacifista. Se eu estivesse pensando em te chamar de Gato-guerreiro, eu mudaria de ideia. O chamaria simplismente de Pacato agora. Viu?! Nem todo mundo é ruim de todo. (geralmente estou falando do pescoço para baixo)

        Não que em ti haja brilho para tal feito, mas você sem dúvidas tem a capacidade para fazer grandes façanhas. Por exemplo; eu vim até aqui e li suas asneiras. Isto é uma grande façanha, não é, love?

        Quais mais são elas mesmo, as façanhas de Vossa Excelência? Não sei. Você se importaria em repeti-las?

        Bem, voltarei para ver se você vomitou as palavras que eu sei que está a ruminar agorinha mesmo.

        Depois disso vou bocejar, aliviar os meus retraimentos musculares e pensar em como que é bom não ser nem de perto um choninhas e nem fazer parte do pensamento medíocre de Vossa Senhoria ou de sua ‘troupe’ excrementícia, que forma o maior e mais fedorento fecaloma jamais visto na face da terra! e
        da história da (des)humanidade: os blogueiritos mimados anti Patuleia.

        Obrigado por oferecer-me seu dejetório para uma rápida aliviadinha na labuta de chutar pela-saquistas profissonais de todos os dias. Gostou dessa.

        Obrigado. Gostei de seu curral. Continue assim. Piorar mais ainda é também considerada uma forma de façanha.

        Tá tudo bem, querido. Aqui, tudo é feito com muito amor.

        Tome vergonha nessa sua fuça paulistana debiloide e me responda com dignidade e diligência, oh! seu mané.

        Aê, meu: não “é nóis” na fita não.

        Tudo isso porque eu só falei a verdade sobre a tradição do Flamengo, interrogação. Imagina se eu tivesse falado algum mentira contra o Flamengo…

    • El Loco, pra contrariar Says:

      se vc é covarde, eu fico quieto, mas q vc é viado, tenho certeza…acertei viadão…

  12. Badaró Says:

    VAI TOMAR NO CÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚ´.

    Vai vc e a sua mãe junto.

    • El Loco, pra contrariar Says:

      aliás a família inteira, se é q tem…pelo linguajar não passa de um desqualificado…

  13. Eita Says:

    pobre CSKA, vive a ilusão que será pago devidamente?
    pensava que esses russos fossem mais espertos.
    um clubeco safado que não paga nem salários, como vai pagar um jogador de mais de 20 milhões?

  14. VL Says:

    Viva São Marcos, padroeiro do Manchester United.

  15. DC Says:

    (este com algumas correções rápidas que eu fiz em relação ao primeiro ‘post’ deste mesmo texto)

    “Ab alio expectes, quod alteri feceris”

    (você diz que seu espaço é democrático. Então, vai postar minhas críticas, né? Aguentas a pressão e o peso da crítica? Ou seria Vossa Ilustre Excelência mais um borra-botas que abri um blog motivado pela condição bigorrilha inerente a sua pessoa e botas? Sinceramente, você não espera ser aplaudido por claudicar (ou vomitar) meia dúzia de palavras digo, ser aplaudido por destilar a sua arrogância rasteira, né? Como diria a expressão: “O falar não tem cancelas”.

    Quanta jactância! Você me parece ser mais um daqueles moleques velhos, xenófobos, regionalistas, almofadinhas pregadores de alfinetes arrogantes de São Paulo (com uma pitada de sotaque semianalfabeto e feio). Achas que tem um rei na barriga e se dá o direito de tratar e falar das pessoas ou coisas com tanta ufania e prepotência. Suas palavras exalam mal e em seu texto informação não há, muito menos algo que poderia provar ou validar qualquer asneira emanada de seu sótão cheio de macaquinhos. Saiba que esta será a minha primeira e a última vez aqui*. Eu tenho dignidade. Qualquer um que também a tenha irá concordar em não te dar atenção.

    Como tem choninhas nesse mundo cruel (cruel é ser obrigado a compartilhar o mesmo planeta com gente tão perdida e odiosa). Camarada, você, ooooh… seu bazofiador fraco de cabeça, você deve ser uma daquelas pessoas que acordam de manhã pensando em novas formas de ser idiota e arrogante, para sacanear a vida de pessoas que você nem conhece, mas são irresitíveis de serem criticadas pelo reizinho mané, não é?

    Vai ver se eu tô na esquina (Exclamação reptida três vezes para aumentar intensidade da voz e deixar bem claro que eu não gostei de você).

    Sua bazófia foi detectada. A vida vai se encarregar de te corrigir ou de te fazer de mais uma vítima lastimável. Mudanças profundas nas formas de pensar e agir perante aos outros seres humanos estam batendo na porta. Ou você depreende os preceitos de respeito ao próximo, ou você será riscado do mapa junto com as suas prosápia, vaidade, postura de gente indigna e seu grupinho social de pela-saquistas profissionais que ninguém aguenta mais. Diferente de Vossa Senhoria, eu chama os parvos de imbecil na cara dos mesmos usuais otários, não me acovardando dentro de uma roupinha de almofadinha paulista que você veste na foto em que você mostra aqui, que às vezes a expressão “o que os olhos não vêem o coração não sente” pode estar errada: eu já sabia que você era um almofadinha antes mesmo de ver a sua carinha de “boizinho lambeu da mamãe”. VOCÊ É UM IMBECIL, ponto.

    *(mas estarei aqui para ver sua resposta ou se você é o gostosão, bonitão que você pensa que é, publicando a parada aê. Não sou covarde e dou direito de resposta a todos. Faço isso procurando-as e, assim, confirmo o respeito pela democracia e asseguro o direito de resposta que todos nós temos. Até você)

    “Aqueles que são incapazes de atingir uma meta tendem a depreciá-la, para diminuir o peso de seu insucesso.”

    “Quem desdenha, quer comprar”

    – Sabia que o tratamento da xenofobia é feito com terapia comportamental e exposição da pessoa doente às situações que lhe causam terror? Considere meu texto como um antídoto, miolo mole.

    Tem mais:

    Para te despojar, eu tópo te encontrar em qualquer bat-local e bat-horário. Adoraria ter o prazer de te despir em público, mostrar como é ser um pessoa com dignidade e respeito ao próximo e “de quebra” mandar um recado para este tipo de gentaça com quem tu andas: que almofadinhas não vão ser tolerados mais. Suas cabeças estão a prêmio. Chega de pessoas arrogantes e pulhas almofadinhas choninhas. Têm muitas pessoas de bem esperando para dar o bote na hora certa. Então, se liga maluco, porque o seu mundinho está em ruínas, francamente caduco e exposto mais do que nunca. Vá se preparando, porque o quê gira em torno de sua órbita sectária e facciosa vai sucumbir a pujança dos mais fortes e bacanas, maluco. Eu vou adorar ver o seu “telhadinho de vidro” partir, desabando-se no meio da suas convicções tortas.

    Meu nome é Diogo Chuquer. Qualquer hora. Qualquer local (desde que as barreiras físicas não me obstem). E antes que você abra a sua boca para falar besteira: eu não sou carioca e não me simpatizo com paulista almofadinha (mentalidade imbeciloide) e carioca debochado sem graça (aquele que acha que a vida é uma grande piada e que não sabe pronunciar a letra “s” adequadamente, que é mestre na arte de pelar o saco alheio, contudo se acha “dessscoladão” e “tá mandando benzão, brodinho”, que machuca aos ouvidos depois de três minuto de solilóquio, porque alguém já tentou dialogar com um carioca MALA aqui!? Não tem diálogo, é o cara querendo se impor atráves de piadas infelizes e maliciosas o tempo todo, com acrisia, achando que está sendo o ‘espertalhão’ da hora por ser nascido no Rio de Janeiro e do povo de lá, acreditando piamente que ser finório é normal por ser parte de sua cultura estranha e esquiva, fazendo-me rir. É da mesma forma que não me simpatizo com algum babaca em qualquer lugar que seja. Mas, alguns lugares hão mais malas que outros. Este lugar pode ser um estado, país ou a blogosfera na mão de gente torta e incompetente que nos assola com sua infinita imbecilidade.

    Espero que você não seja também um covarde. Publique.

    Tá desempregado?

  16. Théo - Fla Says:

    Dificilmente o Flamengo passa do Potosí.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: