A Arena da Fiel – Epílogo


 

Colocada a monobra política, os interesses da Odebrecht e os erros do SPFC, os números do negócio:

1- A Arena da Fiel, de 48.000 lugares, será construída ao custo de R$ 335 milhões. São R$ 6.179 por assento.

2- A mesma Odebrecht cobrará do Estado da BA, pela reforma da Fonte Nova, R$ 720 milhões. Serão 51.000 lugares. Ou seja, R$ 14.118 por assento. O empréstimo junto ao BNDES já foi aprovado pela AL baiana.

3- Óbvio. Enquanto investidora, o preço da obra não inclui a margem da super-empreiteira. Deduzimos então uma margem de aproximadamente 51%.

4- Diga-se de passagem margem legítima. A não ser que você esteja em um país católico como o Brasil, onde lucro é sinônimo de crime.

5- Mas a grande cartada de Marcelo e sua ótima equipe está no fato de que este negócio vai sair barato.

6- A Arena não resolve o problema de SP se não tiver 65.000 lugares. A Odebrecht garante apenas 48.000.

7- Bingo, exclamação. A Empreiteira será contratada para construir os 17.000 lugares faltantes. Mas desta vez simplesmente como contratada.

8- O preço do aditivo deve girar em torno do valor contratado na BA: R$ 14.118 por assento, ou seja, R$ 240 milhões.

9- Em resumo, estamos falando de um negócio onde:

a- A Odebrecht capta R$ 335 milhões a juros mínimos, com prazo de pagamento a perder de vista;

b- Recebe R$ 240 milhões por um aditivo líquido e certo, adiantado, e com isto coloca R$ 135 milhões em caixa (seu custo seria R$ 105 milhões);

c- Desembolsa no final das contas R$ 95 milhões, que se contadas as retenções dedutíveis, como os 11% do INSS, e outros, o valor cai para menos de R$ 80 milhões;

d- Passa a ter os direitos comerciais (propaganda, lojas, restaurantes,etc) da Arena por 30 anos, além do naming rights, se é que isso dará certo no Brasil. Em se tratando de Odebrecht, alguém duvida, interrogação;

e- Passa a ter o direito de construir inúmeras obras para a Copa. Negócios que chegam a R$ 50 bilhões;

f- Passa a ter o direito de construir Itaquera, o Afeganistão brasileiro.

Só não entraram na conta, as participações de Blatter, Teixeira e Andrés Come-letras no negócio.

Mas enfim, um gol de letra do conglomerado baiano, liderado por Marcelo.

Não é sorte mesmo apenas da torcida alvinegra.

Por Jota Barros

Anúncios
Explore posts in the same categories: Uncategorized

2 Comentários em “A Arena da Fiel – Epílogo”

  1. danifas Says:

    sua matematica tem lógica , se tudo fosse simples assim , não estão construindo uma garagem e sim um estádio para baertura da copa do mundo

  2. Dinho Maniasi Says:

    Você conhece Itaquera?
    Senão vejamos:
    1 Universidade, 2 Faculdades, Escola de Medicina Santa Marcelina (em instalação), Escola do Senac, Metrô, Trem, 3 Hospitais – sendo 1 dos maiores de São Paulo, CSSMarcelina)- Acesso facilitado pela Av. Radial Leste, Av. Jacú-Pessego e Aricanduva, Acesso à Rodovia Trabalhadores e Rodoanel, 1 dos maiores parques da cidade (Pq. do Carmo), Centro de Treinamento da base do Curintia, Parque industrial com mais de 50 industrias, Clube Campestre do Sesi.
    Ou seja: Não me parece nada com um lugar a ser chamado de Afeganistão brasileiro.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: