Grandes clubes, pequenos negócios


Dia movimentado no mercado do futebol brasileiro.

O Corinthians apresentou seu novo técnico. Adilson Batista, que substituiu Mano Menezes. Diiiiiiizem que o Corinthians trocou seis por meia dúzia. Analisando objetivamente, até que existe fundamento para se chegar a essa conclusão. Não vejo muita diferença entre os dois. Os dois são retranqueiros e foram vice-campeões da Copa Libertadores da América. Resta saber se Adilson vai dar certo como Mano Menezes deu no Corinthians. No Cruzeiro o treinador ficou 2 anos na corda bamba. No Corinthians ele não vai ter tanta chance assim.

Outro reforço no Corinthians foi o atacante Gilmar. Não vem mais. Volta para o Guingamp, time da terceira divisão do campeonato francês que corresponde ao Fluminense de Feira de Santana aqui no Brasil.

No São Paulo Futebol Clube foram duas novidades. O clube contratou o atacante Ricardo Oliveira. Mais um carro batido. O jogador está (mais uma vez) voltando de grave contusão. A outra novidade foi a saída de Washington, o Finazzi de grife. Foi para o Fluminense, o Olaria de grife (essa veio do Milton Neves). Apesar das críticas, acho que quem acabou saindo ganhando foi o Fluminense. Ricardo Oliveira no São Paulo é uma incógnita. O jogador é bichado. Vai saber se realmente vai jogar com regularidade até o final do ano. Já o Washington, embora seja caneleiro, estava sempre à disposição do São Paulo e, da sua maneira, às vezes dava conta do recado.

O Flamengo fez um negócio da China. Trocou Kleberson por Gilberto Silva. Era melhor trocar por 20 pares de chuteira. Gilberto Silva não vai acrescentar nada. Para piorar, o clube está para fechar com Leandro Amaral. Deve ser a vigésima vez que o jogador tem alguma oportunidade de jogar em um dos grandes times do Rio de Janeiro. E fatalmente será a vigésima vez que não vai dar certo. Aliás, Leandro Amaral não é reforço. É desfalque. Ou o empresário desse rapaz é muito bom, ou os dirigentes dos times cariocas devem algum favor para ele. Não é possível que o Leandro Amaral vai ter outra oportunidade. O clubes do Rio de Janeiro precisam ser mais criativos nas contratações.

Vinicius (ex)Avallone, quanta mediocridade

Anúncios
Explore posts in the same categories: Uncategorized

Tags: , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

10 Comentários em “Grandes clubes, pequenos negócios”

  1. MILTON NEVUAS Says:

    E o Palmeiras, Valdivia (quem) ???
    Aquele que é banco de uma seleção chilena e ganhou um paulista.

    • Eder Says:

      Esse mesmo, e inclua na sua lista o cala boca que ele mandou para o cugerio geme na semifinal do paulista/08..

      Cugerio geme Shiuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!

  2. Tricolor ABC Says:

    Melhor uma incognita de hoje, do que uma certeza de mal futuro, Washington já deu, que não volte mais, e da-lhe bola aérea pra ele muricy.
    Ricardo Oliveira – nem me lembro, só ouvi falar – pelo menos assusta a quem só ouviu falar em campo, washington não colocava medo em ninguem dentro de campo, só aos gandulas e cameras/reporteres em volta dele.

  3. Rafael Says:

    cara, se o gilberto silva veio pra mandar embora o sanguessuga do kleberson, MARAVILHA!!!!
    trocaria o kleberson ate’ pelo fabio baiano

  4. dedos.info Says:

    hahahahaha o finazzi de grife é o melhor

  5. dedos.info Says:

    não vi nenhum comentário de real desprezo pelo valdivia por parte de nenhum bambi ou gambá. só um desdém nojentinho típico de quem está com inveja, imagine, um meia talentosíssimo, identificado com o time, 100% do verdão por 5 anos.

    o palmeiras se for esperto, pode continuar construindo um time de jogadores com vínculos emocionais com o clube… com o scolari no banco pode dar bem certo.

    e chora rogério ceni, você é uma farsa, um batedor de faltas

    • Tricolor ABC Says:

      Se formar um elenco só de jogadores identificados com o time como você diz, creio que seja com o clube, ao ter uma derrota importante ou perda de titulo, todos vão chorar e acabou-se tudo, ficarão abalados, não é bem assim, sempre tem que ter uma pimenta !

    • Aspone Says:

      os jogadores identificados com o palmeiras são reservas.

  6. Vini Says:

    Sobre a parte da 20a oportunidade do Leandro Amaral, verdade seja dita, ele jogou muito em 2007/08 pelo Vasco.

    Lógico q agora ele é furada total, mas o futebol brasileiro em geral é assim. O cara faz uma boa temporada (um semestre basta) e segue capitalizando em cima dessa, garantindo contratos pelos 3, 4 anos seguintes na casa dos 5 ou 6 dígitos(André Lima, Acosta do Náutico, Soares ex-Figueira, Rockemback, Lúcio lateral esquerdo ex Palmeiras, o próprio Kléberson, etc.).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: